As melhores de Liszt

Posted by By at 6 October, at 00 : 02 AM Print

Tracklist:
1. Hungarian Rhapsody (Héroïde-élégiaque), for piano No. 5 in E minor,
2. Piano Concerto No. 2, for piano & orchestra in A major, S. 125 (LW H6)
3. Piano Concerto No. 2, for piano & orchestra in A major, S. 125 (LW H6)
4. Piano Concerto No. 2, for piano & orchestra in A major, S. 125 (LW H6)
5. Piano Concerto No. 2, for piano & orchestra in A major, S. 125 (LW H6)
6. Piano Concerto No. 2, for piano & orchestra in A major, S. 125 (LW H6)
7. Piano Concerto No. 2, for piano & orchestra in A major, S. 125 (LW H6)
8. Orpheus, symphonic poem for orchestra, S. 98 (LW G9)
9. Les Préludes, symphonic poem for orchestra, S. 97 (LW G3)

Biografia e obras

Liszt nasceu em 22 de outubro de 1811 no vilarejo de Raiding (em húngaro: Doborján) no Reino da Hungria (então no Império Habsburgo, hoje parte da Áustria), no comitato de Oedenburg (em húngaro: Sopron). Foi batizado em latim com o nome “Franciscus”, mas seus amigos mais próximos sempre o chamaram de “Franz”, a versão alemã de seu nome. Era chamado de “François” em francês, “Ferenc”, “Ferencz” ou “Ferentz” em húngaro; no seu passaporte húngaro de 1874, o nome registrado era “Dr. Liszt Ferencz”. Seus pais eram Adam e Anna Maria Liszt.
Liszt cresceu em Raiding, parte de Burgenland. A língua tradicional daquela região era o alemão, e apenas uma minoria sabia falar húngaro. Oficialmente, latim era utilizado. Seu pai, Adam Liszt, tivera aulas em húngaro no ginásio de Pozsony (agora Bratislava, capital da Eslováquia), mas ele não aprendeu quase nada nelas e sempre tinha notas terríveis. Apenas a partir de 1835 as crianças de Raiding passaram a ter aulas de húngaro na escola. O próprio Liszt era fluente em alemão, italiano e francês; também tinha um pequeno domínio de inglês, mas seu húngaro era muito precário. Nos anos 1870, quando todos os habitantes da Hungria foram forçados a aprender húngaro, Liszt tentou aprendê-lo, mas desistiu depois de algumas aulas.
A nacionalidade de Liszt foi causa de muita intriga e discussão. De acordo com pesquisas, seu bisavô, Sebastian List (o pai de Liszt acrescentou a letra “z” ao sobrenome da família, e esta versão foi adotada pelo avô de Liszt), era um alemão que resolveu morar na Hungria no século XVIII. Como a nacionalidade de uma pessoa nascida na Hungria na época era herdada, seu avô e seu pai, Georg List e Adam List também seriam alemães. Seguindo este raciocínio, Liszt também deveria ser considerado alemão. A mãe de Liszt era austríaca, e a cidade de Liszt hoje pertence à Áustria.
Hoje, ele é considerado alemão por algumas pessoas, mas quando perguntado sobre sua nacionalidade, Liszt sempre respondia com orgulho que era húngaro, mesmo sem sequer falar a língua; durante toda sua vida usou seu passaporte húngaro para viajar. Este fato fez com que ainda hoje a maioria pense que ele era completamente húngaro.

Franz Liszt, Posts - Portuguese , , , , ,

Related Posts

Post Your Comment